jusbrasil.com.br
27 de Outubro de 2020
    Adicione tópicos

    Pandemia do coronavírus: IBDFAM segue com lives nas redes sociais e estreia podcast da Comissão de Direito e Arte

    O Instituto Brasileiro de Direito de Família – IBDFAM segue promovendo transmissões ao vivo, por meio das redes sociais, abordando assuntos relevantes para os operadores do Direito sobre os impactos da pandemia do coronavírus no Direito das Famílias.

    No Instagram oficial do Instituto acontece, nesta quinta-feira, dia 16, às 19h, uma live que terá como assunto os “Limites da socioafetividade”. Ricardo Calderón, diretor nacional do IBDFAM, e Maria Rita de Holanda, presidente do IBDFAM seção Pernambuco, comandam o debate.

    Já na próxima segunda-feira, dia 20, também às 19h, o âncora do debate no perfil do Instituto é João Aguirre, presidente da Comissão de Ensino Jurídico de Família do Instituto, que recebe Ana Luiza Nevares, vice presidente da Comissão de Estudos Constitucionais da Família do IBDFAM. Eles vão falar sobre as “Sucessões hereditárias com bens situados no exterior”.

    Seções estaduais e comissões

    Além do perfil oficial do IBDFAM, as seções estaduais e as comissões também estão promovendo lives para trazer mais informações para os associados. Confira todas as programadas para a próxima semana:

    Dia 16/04

    Live: Alimentos e prisão em época de pandemia
    Angela Gimenez e Conrado Paulino vão discutir o assunto por meio da plataforma Zoom, a partir das 20h. Para se inscrever mande um e-mail para [email protected]

    Live: Direito de Família e Música
    Bate-papo entre o advogado Conrado Paulino (@conrado_paulino) e o promotor de Justiça Cristiano Chaves (@profcristianochaves) será transmitido por meio do Instagram, a partir das 21h.

    Live: O Direito de Família em tempos de pandemia
    Live via perfil do Instagram @ibdfampr, às 17h, terá como participantes Ana Carla Harmatiuk Matos, André Carias de Araújo, Ricardo Lucas Calderón e Marcelo Bürger.

    Dia 17/04

    Live: A guarda compartilhada e o direito de convivência em época de coronavírus
    Rafael Calmon e Mariana Pedrosa comandam o debate a partir das 18h, no perfil do Instagram @ibdfamcariri.

    Lives: Axé com Vida
    Série de transmissões promovidas pelo IBDFAM-BA por meio do Instagram (@ibdfambahia). A primeirá será em 17 de abril, às 20h, com a advogada Fernanda Barretto, que debaterá "A Guarda, a Convivência e a Alienação Parental no Momento Atual de COVID-19".

    Live: O que é verdade ou fake news acerca do Coronavírus - Seu impacto na saúde da população LGBT
    O advogado Landri Neto e a médica Danuta Duarte vão falar sobre o assunto no Instagram do @ibdfamto.

    Dia 20/04

    Live: União estável: aspectos notariais e registrais
    Marcado para as 19h30, evento realizado no Instagram do @ibdfam.ma contará com a participação de Gustavo Dal Molin e Marcos Salomão.

    I Live em Famílias: Direito das Famílias em Tempos de COVID-19
    Transmissão comandada pela professora Débora Brandão, membro do IBDFAM, às 20h.

    Live: Direito à convivência familiar e a alienação parental em tempos de pandemia
    Transmissão promovida pelo IBDFAM-SE por meio do Instagram (@ibdfamoficial.se), às 18h, contará com a participação da psicanalista Giselle Groeninga, diretora nacional de relações interdisciplinares do IBDFAM.

    Live: Humanizando a manutenção dos conflitos
    Marcada para as 14h30, transmissão acontecerá por meio da plataforma Zoom.

    Live: Os impactos do Covid-19 nos Direitos dos idosos
    Transmissão ao vivo realizada no perfil @ibdfamto terá a participação de Patrícia Coêlho Aguiar e Patricia Novais Calmon.

    Dia 21/04

    Live: A tributação no inventário e no divórcio
    A live será transmitida no perfil do Instagram @ibdfam_valedoaco, a partir das 19h. Adriana Diniz e Nina Cordeiro participam do debate.

    Acesse as nossas redes sociais e fique por dentro das transmissões que forem confirmadas!
    Facebook - Instagram - Twitter - YouTube

    Podcast

    A Comissão Nacional de Direito de Família e Arte do IBDFAM lançou, nesta semana, o seu programa de podcast mensal. A cada episódio será abordado um tema diferente ligado à arte e ao Direito. O primeiro capítulo, que aborda a Alienação Parental, é apresentado pela advogada e presidente da comissão, Fernanda Barretto, e já está disponível no perfil do IBDFAM no Spotify.

    De acordo com Fernanda, o tema alienação parental foi escolhido para dar início à série, considerando que abril é o mês de conscientização para a importância do combate a essa prática, tão nociva a crianças e adolescentes.

    Ela também destaca que esse é um importante momento para defender a Lei 12.378/2010, uma vez que há um movimento no País para que ela seja revogada por entender, dentre outras razões, que ela teria se convertido na principal estratégia de defesa de pais abusadores.

    “Nesse contexto, trabalhar a alienação parental nas suas interfaces com a arte, sobretudo a partir de documentários, se revela um rico instrumento de reflexão para os juristas que se interessam pela temática, na medida em que esses filmes permitem travar contato, de forma peculiar, mais sensível, com as histórias e discursos de pessoas que já vivenciaram a alienação parental”, destaca.

    A advogada também ressalta a importância de ações como o lançamento do podcast e as promoções das lives para manter os operadores do Direito atualizados durante a pandemia do coronavírus.

    “Num momento de isolamento social, como o que estamos vivendo e não sabemos, infelizmente, quando findará, é fundamental que os operadores e operadoras do Direito se mantenham antenados aos muitos debates jurídicos que estão sendo travados, nas redes sociais e em outros canais de mídia, sobre temas jurídicos diversos e sobre os reflexos da pandemia no direito. A alienação parental, inclusive, é um fenômeno que pode ser agravado num cenário de interrupção ou mudança das formas de convivência entre pais e mães e sua prole”, sinaliza.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)